(11) 4378 1068 viphome@viphome.com.br

Como fazer a integração de sistemas?

Uma porta automática, um sensor de presença e uma persiana que pode ser controlada remotamente. Essas são facilidades interessantes para o dia a dia, mas trabalham de forma isolada, e se sozinhas elas já facilitam as tarefas rotineiras, por que não fazer a integração de sistemas e unir tudo num só lugar?

A proposta dessa tecnologia é permitir que o usuário tenha um controle ainda maior sobre diversos dispositivos, e isso de forma muito prática. É sobre esses assunto que vamos falar no artigo de hoje.

Veja como é feita a integração de sistemas e também descubra o que pode ser feito por meio dela e as vantagens que isso pode trazer.

Entendendo como é feita a integração de sistemas

Vários dispositivos podem ser programados para operarem sem a intervenção humana ou então com o mínimo dela. São equipamentos automatizados que tornam as tarefas mais simples e dinâmicas.

Porém, nesse caso cada item opera individualmente e se for preciso enviar comandos, cada um deve ser controlado de uma maneira diferente e por meio de um suporte distinto. Mas é possível fazer a integração de sistemas e reunir tudo num só suporte.

A automação residencial propõe a integração de sistemas para que o usuário possa comandar toda a casa a partir de uma central, um controle remoto ou dispositivo eletrônico. Ou seja, ele tem acesso a todos os dispositivos automatizados da casa sem precisar comandar cada um de forma isolada.

Na integração de sistemas é criada uma central, de onde partem todos os comandos que são programados de acordo com o que o morador deseja ou precisa. Para apagar as luzes de um quarto e fechar suas cortinas, por exemplo, ele pode cumprir as duas ações na mesma central.

Ao mesmo tempo pode trancar portas, ligar o alarme, ligar a televisão ou o som, desligar a casa de máquinas da piscina, acimar a irrigação, e outros mais. Tudo isso porque os dispositivos da casa se encontram num mesmo local.

Integração de sistemas distintos

Também é possível fazer a integração de sistemas distintos para que a residência se torne ainda mais inteligente e solucione problemas sozinha. Por exemplo, podemos integrar o sistema de automação ao sistema de detecção de incêndios e o sistema de alarmes.

Assim, se forem detectados sinais de fogo a casa cumprirá uma série de ações que podem tanto alertar os moradores como também fazer o controle das chamas e ainda desligar outros equipamentos que poderiam agravar o problema.

Ou seja, conseguimos criar ambientes mais seguros, mais inteligentes e podemos atuar com ações preventivas ou mitigatórias. Tudo isso garante proteção para os moradores, mais economia e tranquilidade.

Para fazer a integração de sistemas é preciso que seja elaborado um projeto profissional para que tudo possa ser integrado de forma inteligente e eficaz. Também é o profissional que vai determinar o tipo de cabeamento necessário, os equipamentos adequados, se será utilizado o sistema de wi-fi ou não, enfim, pareceres técnicos.

As vantagens da integração de sistemas

Como você viu a integração de sistemas permite que sejam controlados todos os dispositivos e aparelhos da casa a partir de um mesmo ponto. Por isso uma vantagem é tornar mais prática a vida das pessoas.

E quando o sistema é integrado com a internet, também é possível fazer isso mesmo estando fora de casa. Seja numa viagem, no trabalho ou cumprindo um compromisso, a pessoa pode acessar o sistema e comandar a casa.

Um sistema bem projetado também deixa a possibilidade de ampliação da integração, se no futuro o morador decidir acrescentar algo mais ou fazer mudanças no sistema. Ou seja, também temos a flexibilidade como sua vantagem.

Além disso, criamos ambientes seguros, sustentáveis e que oferecem tranquilidade para os moradores, porque eles podem contar com o sistema para alertar quando algum problema acontecer, ou mesmo preveni-lo. Por isso, essa é uma tecnologia que vai muito além da sofisticação, porque traz qualidade de vida e segurança também.

Temos a melhor solução para você!

Clique aqui!